Novo Tratamento para Chikungunya

Nos últimos verões, a chikungunya tornou-se uma palavra bem conhecida por conta dos noticiários. Também não é para menos, pois esta enfermidade acabou fazendo inúmeras vitimas, especialmente nas épocas mais chuvosas do ano.

O vírus da chikungunya existe há muitos anos em locais dos continentes asiático e africano. Porém, com o avanço das cidades, destruição de áreas de floresta e trânsito de pessoas viajando ao redor do mundo, a enfermidade se alastrou. Como ela possui os mosquitos como vetores de infecção, ela se propagou mais rápido em ambientes mais quentes e úmidos, como as regiões Norte e Nordeste do Brasil, por exemplo.

Ela é responsável por implicar fortes dores nas articulações do infectado, que levará algum tempo para ter sua saúde restabelecida, após um período de descanso absoluto e cuidados médicos especiais.

Causas da Chikungunya

A causa da chikungunya é a picada dos mosquitos Aedes aegypti (presente, geralmente, no ambiente urbano) e o Aedes albopictus (típico das regiões rurais) no corpo humano. Como em todas as espécies, os mosquitos fêmea procuram alimento (sangue) para suas crias e são responsáveis por propagar doenças caso elas estejam infectadas.

Sintomas da Chikungunya

Há quem diga que entre as doenças que o mosquito Aedes aegypit pode transmitir (as outras, a saber, a dengue e a zika), a chikungunya é a que possui os sintomas mais fortes. Se os analisarmos, não tiraremos a razão: apenas 30% dos casos vivem a chikungunya sem sentir nenhum dos sintomas. São eles:

  • Febre alta (acima de 39 graus);
  • Dores nas articulações dos membros e suas partes (mãos, pés, dedos, pulsos e tornozelos);
  • Manchas na pele e
  • Dores na cabeça e músculos.

Lembramos que a chikungunya é uma doença que se aparece e se desenvolve rapidamente. Por isso, não hesite em buscar um médico se você se sentir mal e com algum dos sintomas citados. Casos mais graves podem levar ao óbito.

Tratamento para Chikungunya

Infelizmente, não existem medicamentos destinados a cura de chikungunya. O paciente, após o diagnóstico, deve tomar algo que amenize os principais sintomas, como febre alta e dor no corpo, mas, prioritariamente, fazer repouso absoluto. Manter-se hidratado, bebendo bastante água, também ajuda no tratamento.

Contudo, sempre é melhor prevenir do que remediar, não é mesmo?! Por isso, a nossa dica primordial é que o leitor evite locais que apresentem altos índices de chikungunya ou outras doenças como dengue e zika. O verão é o período do ano com mais incidência porque é uma estação úmida e ideal para a proliferação de mosquitos.

Caso isto não seja possível, o ideal é o uso demasiado de repelentes, camisetas de manga longa e utilização de mosqueteiro para dormir. Hoje também há diversos produtos químicos que ajudam a combater mosquitos no ambiente doméstico.

Além disso, o velho conselho para não deixar recipientes e locais com acúmulo de água, ambiente ideal de reprodução do mosquito, é sempre válido. Também lembramos que somente é possível adquirir chikungunya uma vez na vida.